Como escolher os passeios no Atacama
Postado por Luciana em 16 dezembro 2011

Uma das dúvidas mais frequentes de quem vai ao Atacama é como escolher os passeios. São tantas opções e quase sempre poucos dias para aproveitá-las, que fica dificil mesmo saber o que fazer. Tentarei aqui ajudar os viajantes aventureiros nesta dura mas deliciosa tarefa. Lembrando que se trata da minha opinião e não de um tratado a respeito :-)

Para começar, é importante considerar dois aspectos. O primeiro deles é respeitar seus limites físicos. Ceder à pressão do grupo e topar fazer um passeio para o qual você não está preparado pode trazer dores, contusões, mal estar. Fora o constrangimento perante o grupo. Por exemplo: a caminhada pelo Valle de la Luna é muito interessante, mas são mais de 6 km andando num altitude de 2.400 m, incluindo pelo menos três subidas, uma delas por uma duna de areia onde o pé afunda. Por mais tentador que seja, só vá se você aguenta mesmo.

O segundo ponto a considerar na sua estratégia de escolha de passeios é a altitude. Pense que você está a 2.400 m acima do nível do mar e alguns dos passeios são feitos a mais de 4.000 m. O recomendado é que se faça uma adaptação gradual à altitude. Assim, quando chegar, planeje seus passeios levando em conta que os mais “altos” terão que ser feitos ao final da jornada.

Uma outra dica é procurar diversificar as atividades para que seu dia fique mais interessante. Se andou muito de carro pela manhã, faça uma caminhada à tarde. Cavalgou de manhã? Procure um passeio de bicicleta para fazer no final do dia, e por aí vai.

OBS. os passeios variam um pouco de hotel para hotel. Estou tomando por base os passeios promovidos no Explora. Os demais hotéis devem ter pequenas variações em percursos e trajetos.

PASSEIOS IMPERDÍVEIS

Na minha opinião, são três os passeios imperdíveis: os Gêiseres de Tatio/Termas de Puritama, os Salares do Altiplano e o por-do-sol na Laguna Chaxa do Salar de Atacama. Destes, os dois primeiros só podem ser feitos a partir do terceiro dia em que você está no Atacama, sendo que o dia em que você chega, mesmo de noite, conta como sendo o primeiro dia. Não tivemos tempo para ir, mas se você tiver, não perca o Salar de Tara, um dos passeios mais completos no Atacama.

Gêiseres de Tatio/Termas de Puritama

 

O grande inconveniente deste passeio é que é preciso sair às 5h30 da manhã, pois são duas horas até o local dos gêiseres e estes só estão ativos de manhã bem cedo. Quem chega mais tarde vê só os ‘buracos’. Também é preciso ir bem agasalhado, por conta do horário e da altitude. Mas é muito bacana ver os gêiseres de perto. E depois, quando o dia esquenta e o percurso continua para uma altitude mais baixa, nadar nas águas cristalinas, limpíssimas e quentes das Termas de Puritama. Uma verdadeira delícia :-) Este passeio também é interessante pelos contrastes, há lindas paisagens de um deserto tipo ‘faroeste’, com cactus, pequenos animais, lagunas, vegetação rasteira em alguns pontos. Bem diferente do cenário desolado do Valle de La Luna, por exemplo.

Salares do Altiplano

O passeio aos Salares do Altiplano também é imperdível. Neste local ficam as lagoas mais azuis, os salares mais brancos, as paisagens mais desoladas e tranqüilas. Fora de temporada você pode dar a sorte de visitar estes locais incríveis praticamente sozinhos, como aconteceu conosco. As lagunas Miscanti, Miñiques, Tuyajto e o Salar de Águas Calientes Sur são deslumbrantes, com coloridos e formatos absurdos de tão bonitos. Durante o percurso, lindas vistas dos vulcões e das montanhas com neve.

Salar do Atacama/Laguna Chaxa

É legal ver os flamingos no Salar do Atacama, mas o lugar é especialmente bonito no por-do-sol, quando as cores do poente se refletem nas águas, nos salares, nas pedras e no céu do lado oposto. Inesquecível e imperdível!

 

CAMINHADAS

 

Para quem gosta – e agüenta – caminhar, o deserto oferece paisagens lindas e muito diferentes, um silêncio repousante, detalhes de pedras, vegetação e animais que a gente nunca viu antes. Uma experiência incrível mesmo! Para mim, as caminhadas mais legais são a de Kamur/Valle de la Luna e de Guatin/Punta Del Inca. A de Kamur é um pouco mais puxada, já que são 6,5 km e há duas ou três subidas um pouco mais íngremes, além da caminhada pelas dunas. Mas as paisagens que parecem o solo lunar são fantásticas. A de Guatin é mais leve, são 3,5 km descendo pela beira de um rio e um cânion, com vegetação típica desértica, um percurso também bacana. Para os fortes, há outras opções mais puxadas, como Machuca/Rio Grande e Copa Coya.

CAVALGADAS

Mesmo para quem não costuma cavalgar, fazer um passeio a cavalo pelo deserto é uma experiência interessante. Nem todos os hotéis oferecem estes passeios, alguns não tem um plantel de cavalos próprios, mas se o seu hotel oferece cavalgadas, faça pelo menos uma em nome da aventura :-) Eu gostei da cavalgada pelo Valle de Quitor, bem tranqüila e ótima para quem não está muito familiarizado com os cavalos. Uma outra interessante, um pouco mais puxada, é a cavalgada pelo Valle de la Muerte. Para quem anda bem a cavalo, é imperdível fazer a cavalgada pela Quebrada Del Diablo.

PASSEIOS DE BICICLETA

Quase todos os percursos de bicicleta são relativamente planos e as bicicletas dos hotéis normalmente boas. Nós aproveitamos para pegar bicicletas no hotel e dar uma volta pela cidade de San Pedro do Atacama. Na rua principal, a Caracoles, é preciso prender a bicicleta em um cadeado e continuar a pé. Mas vale a pena dar uma volta de bicicleta e olhar de perto as pessoas, as casas, a vida acontecendo no local. Um passeio bom para fazer de bicicleta é o da Laguna Cejar. São 18 km em um percurso quase todo plano e no final um banho na laguna Cejar, cujas águas são tão salgadas quanto as do Mar Morto e onde é uma delícia boiar. Mas é preciso encarar a água fria! Se for fazer este passeio, coloque na sua mala uma sandália tipo ‘papete’ para entrar na lagoa. A volta é feita de van.

No hotel onde fiquei, a van acompanhava o passeio de perto e quem cansava podia desistir no caminho. Uma mão na roda para os que querem fazer o passeio mas estão receosos da sua falta de forma física. Procure se informar no seu hotel desta possibilidade antes de fazer o passeio.

ASTRONOMIA

Dizem que o céu do Atacama é um dos mais bonitos do mundo. Assim, se você se interessa pelas estrelas, não deixe de fazer um passeio astronômico :-)

Alguns hotéis, como é o caso do Explora, oferecem um tour no próprio hotel. Nele, um guia leva o grupo a um local um pouco afastado e faz uma explanação sobre o céu do deserto do Atacama a olho nu. Em seguida, leva ao observatório para ver estrelas e planetas através de um telescópio eletrônico.

Mas para quem não está neste hotel, há um passeio ainda mais bacana, contratado direto na cidade e promovido pelo astrônomo francês Alain Maury e sua esposa, em sua própria casa, próxima a cidade de San Pedro do Atacama. Os tours são feitos em três linguas: inglês, francês ou espanhol, em três horários diferentes. Há uma explanação bastante completa sobre o céu a olho nu e como identificar planetas, constelações, galáxias e nebulosas. Em seguida, é feita a observação de estrelas e planetas em cinco telescópios já montados. Quem foi, adorou!

E boa viagem!

Em tempo: no blog Viaje na Viagem tem um post muito bom para quem procura hotéis e operadoras de turismo no Atacama, inclusive com muitas dicas de leitores que foram para lá. Confiram aqui. Os blogs Matraqueando e Rotas Capixabas tem excelentes posts sobre o Atacama. Para ler antes de ir!

Compartilhar/Favoritos
15 Comentários
  1. Ê saudade que dá! Sabe que até hoje eu custo a acreditar nas paisagens do Atacama? Que lugar sem noção!!!!
    Ótimo post, Lu. E valeu pela indicação do Rotas! :-)

  2. suas dicas foram ótimas, apenas aproveito para perguntar se vc se recorda do preço cobrado por cada um dos passeios.

    abçs.

    • Oi Ricardo, no meu caso os passeios foram organizados pelo próprio hotel, portanto estavam incluídos no valor da diária. Infelizmente não posso te ajudar! Abraços,

  3. As dicas foram muito importantes para que decidíssemos o nosso roteiro. Depois que conhecemos os lugares indicados, além de outros, percebemos que as sugestões foram perfeitas.
    Obrigado e parabéns!!

  4. Dicas interessantíssimas, quantos dias serão necessários para fazer estes passeios todos? Obrigado

  5. Como fazer a reserva dos passeios em Atacama?
    é melhor procurar as agências e fazer a reserva antes, no Brasil, ou quando chegar fechar com a agência lá? Obrigada!

    • Lilian, acho melhor você fechar os passeios lá mesmo! Assim, fica mais fácil comparar preços e ver horários mais adequados, etc. A cidade é bem pequena e é fácil ir às agências a pé, uma do lado da outra. Beijos!

  6. Oi, Luciana

    Td bem?
    Óoootimas informações!

    Vc fez a caminhada? Por meio de agência? Qual?
    Dei olhada no site de algumas delas, mas não encontrei nenhuma que fizesse.
    Se puder me ajudar, agradeço!

    • Oi Ana, eu fiz todos os passeios dentro do meu hotel, pois já tinham todo o esquema montado. Assim, não usei agências da cidade e infelizmente não posso te indicar nenhuma! Não se preocupe, pois as caminhadas fazem parte de alguns tours, como por exemplo do Vale da Lua. Todas as agências têm programas que as incluem. Boa sorte, você vai amar o Atacama! Bjs

  7. Olá, Luciana.

    Agradeço por compartilhar sua experiência no Atacama e todas essas dicas.
    Estou planejando visitar São Pedro de carro em uma viagem ao longo dos Andes. Você acredita que seja possível visitar os principais pontos citados por você por conta própria? As estradas e os pontos de acesso aos parques são de fácil acesso ou terei que necessariamente recorrer às agências?

    Obrigado desde já!

    Diego

    • Diego, não saberia te informar isto! Talvez seja melhor consultar pessoas que já fizeram estes trajetos de carro. Um abraço,
      Luciana

Deixe um comentário

Deixe um comentário