Neste post na semana passada contei como surgiu a ideia da viagem pela África do Sul do meu filho Bruno com os avós, quando estava com 10 anos de idade, em julho de 2008. Aqui, trechos do seu diário de viagem sobre o safári fotográfico em uma reserva no Kruger National Park.

As fotos e textos (literais) são do próprio Bruno.

GAME RESERVE NO KRUGER PARK

7 de julho de 2008

“Nosso desafio era encontrar os Big Five. Já tínhamos achado três: o rinoceronte primeiro, depois o búfalo e por último o leopardo. Fomos lanchar. Uma comida boa! Continuamos a explorar e encontramos vários tipos de animais como lebre, hipopótamos, macaquinhos, lagartos, impalas e kudus. Voltamos super felizes. Até a próxima.”

8 de julho de 2008

“Acordei com uma batida na porta. TOC! TOC. Fomos para o café da manhã, escovamos os dentes e saímos às 8h. Vimos alguns bovídeos e achamos uma girafa, ela se escondeu no meio de uma árvore. Só deu para ver o pescoço. Bem depois demos de cara com um leopardo. Observamos bem, mas depois de pouco tempo o veículo quebrou. Não vimos o leopardo, mas bem atrás de nós, estava um leão esperando uma presa. Tivemos que entrar em outro carro e só depois vimos. Ficamos espantados! Na volta estávamos passando do lado do rio quando de repente apareceram três elefantes do lado do rio. Completamos os Big Five. A noite chegou e estávamos em busca de um búfalo, no meio do caminho apareceu uma hiena e enquanto tirava as fotos o búfalo apareceu, foi fantástico. Voltamos, jantamos no Boma e agora vou dormir. Adeus.”

 

9 de julho de 2008

“A voz do meu avô me acordou, dizendo que estava na hora de levantar. Quando saí para o game queria ver o elefante, coisa que não foi fácil de achar. Vimos o búfalo, o leopardo, o leão e o rinoceronte. Amei todos! Novamente faltando o elefante. Procuramos e encontramos. Antes achava ele o mássimo, mas quando vi de perto não achei tão legal. Chegou a hora do almoço, tudo normal, só pedi um chá que não gostei. A tarde chegaram mais 2 integrantes. Danx, o pai e Ariela, a filha. Vieram a Inglaterra e são muito simpáticos. Já que eles eram novos, paramos para ver animais mais simples como impalas e kudus. Mais tarde vimos um grupo de girafas e depois do lanche da tarde um de elefantes. Na volta vimos um carro parado olhando alguma coisa e ficamos curiosos para saber o que era. Vimos um grupo de leões com filhotes, foi facinante. Jantamos no Boma e filmamos as dançarinas.”

10 de julho de 2008

“Acordei muito sonolento, mas mesmo assim fui para o passeio. Logo no começo, vi três mães leoas cuidando dos filhotes, foi imprecionante, na hora do almoço, fiz um prato que um vegetariano não iria gostar. Vimos grandes bichos à tarde. Grandes mesmo! E a noite vimos animais pequenos como esquilos ou castores. Jantamos no Boma, comemos carne de kudu e carneiro, quiche de queijo, sopa de cogumelo e legumes. Dormi rapidinho, pois estava com muito sono.”

11 de julho de 2008

“Subi para tomar café da manhã e saímos. No passeio vimos: girafas com filhotes, uma manada gigantesca de búfalos, zebras com filhotes e quatro hienas comendo ossos de uma girafa que um leão tinha matado. Foi uma manhã ótima e se despedir do Mala Mala não foi fácil, tinha gostado tanto. Voamos do Mala Mala para Johanesburg e de lá para Cape Town.”

Semana que vem tem mais 🙂

Share
14 Comentários
  1. Que graça, Luciana, que super idéia a sua! É adorável a maneira como ele escreve, tem um estilo ótimo! E um garoto de 10 anos… promete. Parabéns para ele e para vocês, uma delícia ler o texto, além de inspirador para uma avó que está pensando em viajar com os netos. Um beijo e muitas bênçãos e boas energias para sua família.

  2. Lu,

    Amei o post!

    beijo em todos

  3. A riqueza de detalhes é impressionante! Muito legal ver as impressões de viagem de uma criança. “Fiz um prato que um vegetariano não iria gostar” é ótimo! O Bruno pode se tornar um ótimo travel writer. 😀

  4. Que lindo, Lu! Adorei!

  5. Amei o diário do Bruno!
    Parece que ele curtiu mesmo a viagem.
    A parte mais engraçada, pra mim, foi essa:
    “fiz um prato que um vegetariano não iria gostar.”
    Parabéns pro Bruno e pra família dele que incentiva as crianças a viver e registrar novas experiências.

    • Carmem, você viu que ele é bem meu filho né? A comida é uma parte importantíssima da viagem haha! Beijos 🙂

  6. Ele promete, e pelo pouco que vi deve ser um ótimo companheiro de viagens. Obrigada por dividir o passeio do Bruno conosco. E obrigada ao Bruno por uma leitura tão gostosa.

  7. Oi Luciana

    Estou a algum tempo para comentar este post.
    Que super idéia esta de seus país, que experiência maravilhosos entre netos e avós.
    Tive algumas oportunidades de viajar com meus avós, eram grandes momentos em família, em excursões pelo Brasil, mas erámos família completa. Assim somente entre netos e avós somente passeios ou finais de semana. Esta experiência para África do Bruno, fico com pesar de não ter realizado algo assim com meus avós.

    Parabéns ao Bruno, texts bem inspirados e muito bom o relato do jovem viajante.
    🙂
    @GusBelli

Deixe um comentário para Eloisa Vidal Rosas

Deixe um comentário