Foi em Palermo Soho e arredores, nosso point em Buenos Aires, que aproveitamos muito os restaurantes, cafés, confeitarias e afins.

No La Cabrera matamos nossa vontade de uma boa carne argentina. No Crizia, lugar bonito e com ambiente gostoso,  comemos um prato delícia, a Bondiola de cerdo braseada con chutney de mango, nada mais do que o corte de carne de porco que está na moda hoje em São Paulo, a copa lombo. Esta do Crizia, com uma textura de desmanchar na boca, só não era absolutamente perfeita porque carregava um pouquinho demais no “doce” do agridoce. Ainda assim, um prato para repetir outras vezes.

Infelizmente não tivemos tempo de ir a outros restaurantes recomendados no mesmo bairro por amigos brasileiros gourmets, como o Tegui, o Casa Cruz, o Green Bamboo e o Sudestada. E o Mott  e o Bar 6  para um almoço mais caprichado. Se tiver tempo, não deixe de ir.

Mas foram as casas de chá/café e as confeitarias e sorveterias que mais chamaram a atenção. Nossa preferida foi a Nucha, na rua Armenia, nº 1540, um espaço amplo mas aconchegante, com um café bem tirado, blends de chás diferentes e saborosos, tostadas de queso y jamón simples e deliciosas e doces de encher os olhos e o coração. A Nucha, ainda por cima, tem wifi grátis e sem senha :-) Se você é fã de chás, não deixe de provar o Deep Africa, um blend com Rooibos e toques cítricos. Na Nucha comi o melhor alfajor caseiro de Buenos Aires.

 Adorei a La Salamandra na rua El Salvador, nº 4761, autodenominada La Salamandra Dulce de Leche & Mozzarella Bar. Pode ser melhor do que isto? Uma delícia os produtos do lugar, que serve de café da manhã, passando por almoço, ao lanche da tarde. Até para quem vai tomar só um café ou um capuccino, uma surpresa: uma colher de doce de leite “de brinde” para degustar :-) Foi o café com atendimento mais atencioso de todos. E para ser ainda mais simpático, tem wifi livre. Junto com o Havanna, ótimo lugar para comprar lembrancinhas gourmet de viagem.

 Sim, sei que hoje há unidades do Havanna Café  espalhadas por São Paulo e pelo Sul do Brasil, mas em Buenos Aires está à venda o meu doce predileto deles, os Havannets, que não existem no Brasil. Na loja de Palermo Soho, na rua Armenia, nº 1788, dá para comprar este e outros produtos como os famosos alfajores Havanna e ainda tomar um café bem tirado.

Fiz o teste dos helados de dulce de leche e provei amostras de três famosas sorveterias portenhas: a Freddo, a Un’Altra Volta  e a Persicco. Na rua Honduras, nº 4990, fica a filial da Persicco  de Palermo Soho. Foi o sorvete campeão de sabor, mas o lugar com um dos piores atendimentos da cidade. Se tiver paciência, respire fundo e vá comprar sua ficha no caixa e agüentar a fila. Se quiser comparar com o sorvete do Freddo, também muito bom, ande dois quarteirões até a filial deste da rua Armênia, nº 1618. O Un’ Altra Volta, para mim, ficou na lanterna.

 Na rua Armenia, nº 1810 fica a Muu Lecheria. Fui à Muu por conta de algumas resenhas deste local, mas não vale uma visita mais demorada. Decoração e cardápio (adaptado ao menu portenho) das antigas lanchonetes americanas dos anos 50/60, a Muu de fato é uma graça de lugar. Mas para os paulistanos que têm a Lanchonete da Cidade, entre outras com a mesma proposta, não acrescenta nada. Fique com a Nucha ou com a La Salamandra mesmo.

 Para a Muma’s Cupcakes na rua Malabia, nº 1680, vale o mesmo. Esta lojinha estreita e apertada especializada em cupcakes lembra as similares de Nova York. Aberta em 2009, diz ser a pioneira neste tipo de loja na América Latina. De fato bons, gostosos e bonitos cupcakes, mas o excesso de oferta deste bolinho em São Paulo tira um pouco da graça do local para nós. Vá se você for super fã deles.

 Outro casa de chá/café lindinha é a Pierina Tea House, na rua Gurruchaga, nº 1875. Com cara de casinha de bonecas, tem doces que fazem fama, como o bolo de cenoura estilo americano, a chocotorta e os whoopies de doce de leite, além dos chás caprichados. Serve do café da manhã ao lanche do fim de tarde. A @cozinhadeideias esteve lá e aprovou!

Foi tão pouco tempo em Buenos Aires que acabei deixando escapar e não consegui fazer uma visitinha ao El Último Beso. Mas fica aqui a menção para que vocês não comam esta barriga! Um restaurante/bar/café com decoração inspirada no filme italiano de mesmo nome e com clima super romântico, tem mesas também ao ar livre em um pátio e  uma lojinha de roupas modernetes e objetos de decoração super fofos.

LAST BUT NOT LEAST… :-)

Palermo que nos perdoe, mas nossa melhor refeição em Buenos Aires não foi lá e sim em San Telmo, no La Vineria de Gualterio Bolivar, onde tivemos um jantar memorável com um menu degustação sensacional. Foram 15 pratos em 4 horas, que passaram voando diante das surpresas de comer e de beber e da companhia da querida @cozinhadeideias e sua mãe.

Em tempo: na Recoleta, um bom lugar para almoçar é o Sottovoce, restaurante de massas, risotos e outros pratos italianos, bem gostoso. Para jantar, o Fervor, com excelentes frutos do mar. Na região de Puerto Madero, o Chila, fora do circuito turístico, foi o campeão de votos.

Compartilhar/Favoritos
30 Comentários
  1. Já eu gostei infinitamente mais do sorvete de Dulce de Leche do Un’altra volta. E jurei que nunca mais volto ao Persicco – nunca vi atendimento pior na vida…
    Porém o sorvete que queria ter tomado e não tomei foi o de….durazno con naranja :lol:

  2. Delícia de post Lu!
    Quando já pensava, chega de Buenos Aires por um tempo, vem esse post me deixando morrendo de vontade de voltar!
    E não acredito que tem foto dos merenguitos do La Salamandra! O Leo ficou louco por eles.
    Vendo o post me arrependi de nao ter tomado sorvete de doce de leite todos os dias :(

    Bjos

    • Aqueles merenguitos eram demais!! Eu me arrependi de não ter trazido mais Havannets. Bjs!

  3. Lú do céu, que delícia! Vontade de voltar djá, pra ir onde não seu pra ir. Fui ao Mott e gostei, mas imperdível mesmo é o Green Bamboo.

  4. Que legal, que vocês gostaram do Gualterio, Lu.
    E pelo visto, o cardápio é o mesmíssimo, né?
    Bjs de todos.

    • Pelo que vi do seu post, tem uma ou duas mudancinhas no cardápio só. A gente adorou! Edu, você sabe que é meu guru para assuntos “restaurantísticos” né? :-)

  5. Lu, que delícia relembrar alguns dos lugares onde estivemos.
    Eu também adorei o Nucha.
    Fui ao Bar 6, que já conhecia de outra viagem e confirmei minha admiração pelo lugar e pela comida.
    La Cabrera e Green Bamboo eu também já conheço e gosto, mas não tive tempo de ir dessa vez.
    Fomos também ao Mott, no último dia, quando muita gente já havia ido embora. Bom.
    E vou favoritar esse seu post para uma próxima visitinha a Palermo. Isso é um tratado…

  6. ah..Lú..me deu uma invejinha de você..mas..é inveja boa!!!rsss….voce sabe que sim..tô programando ..voltar outra vez ai..no proximo mês..amo Buenos Aires!!!..sabe?eu nem digo isso a todo mundo..mas..conheci alguns lugares por ai ..mas..sempre que penso em voltar a algum..acredite:só me vem..essa cidade linda..acho ..o maximo mesmo..lindas fotos..bjos

    • Li, eu também amei, e agora vou ficar com inveja de você que vai voltar lá! Beijocas :-)

  7. Luciana,
    Um bairro vizinho a Palermo que vale o passeio é Las Canitas, assim como Palermo, tem excelentes restaurantes e cafés. Também foi presenteado com uma nova urbanização, ficou muito bonito e agradável para passear.

  8. perfeito! estou com água na boca! eu AMEI o Tegui, e gostei muito tb do Cluny, que falei aqui:
    http://escapismogenuino.com.br/2011/09/restaurante-cluny-buenos-aires/

  9. Que post mais delicioso! Tem dicas pra mais 1 semana por lá.

  10. Que post, hein??? E vou te dizer: as fotos também estão muito, mas muito suculentas :mrgreen:

  11. Amiga!! Nem vi que vc já tinha postado!

    Jantar inesquecível e uma nova tradição iniciada: quero muitas viagens e menus degustação na nossa vida! :)

  12. Oi, Lu! Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Beijos,
    Bóia Paulista

  13. Oi Lu. Como já disseram, o post e as fotos deram vontade de voltar a Bue.
    Peraí que eu vou lá tirar uma passagenzinha na promoção 3 mil milhas da Gol e já volto…

  14. Lu,

    Vi um anúncio na Vejinha SP nas últimas semanas dizendo que os Havannetes estão sendo vendidos aqui agora…
    Se não achar por aí, posso mandar pra você. :o)

    • Que delícia Mo! Eles me disseram mesmo que no inverno trazem os Havannets, que só não trazem no verão por causa do calor. Mas eu ainda tenho sobras de Buenos Aires e no atual regime… sem Havennets por ora! Mas obrigada :-)

Deixe um comentário

Deixe um comentário